Uma das maiores expectativas do brasileiro, ao chegar final de semana, é poder aproveitar com a família e amigos aquele churrasquinho. Mas como escolher a carne ideal para garantir um bom churrasco? Pois mesmo depois de ter preparado a churrasqueira, arranjado os tira-gosto, descolado o pão de alho, e quanto a carne?

Existem inúmeras opções disponíveis no açougue ou no supermercado, e se formos esperar pelo vendedor, acabaremos levando o boi inteiro para ser assado. Então pensando em te ajudar, selecionamos as principais carnes para churrasco, confira!

Dica 1 – Picanha

A preferida entre os que amam saborear uma boa carne para churrasco, pois essa carne pode ser assada tanto inteira quanto em pedaços, ou seja, fatiada, independentemente de ser na grelha ou no espeto. O que faz dessa carne ser a “queridinha” de quem sabe preparar ou apenas saborear é o seu sabor delicioso e acentuado.

Isso acontece devido a sua alta capa de gordura, que jamais deve ser tirada antes de ser feita o seu preparo. O seu peso deve alternar entre 1,2kg a 1,4kg, utilizando-se apenas do sal grosso ou refinado para temperá-la.

Sem dúvida, a picanha é uma das melhores e mais conhecidas carnes para churrasco, dispondo de inúmeras formas de preparo, sendo uma mais saborosa que a outra.

Dica 2 – Costela

Deliciosa, a costela de porco ou de boi são excelentes opções de carne para churrascos. A costela possui uma enorme camada de gordura, fazendo com que ela seja ainda mais deliciosa, além de conter muitas fibras grossas e compridas que exigem um maior tempo para o seu preparo.

Essa carne pode ser temperada tanto com sal grosso, barbecue ou temperos mais elaborados, podendo incrementar com rodelas de cebola pressas junto a essa carne no espeto para churrasco.

Dica 3 – Alcatra

A alcatra é uma carne que dispõe de menos gordura, mas isso não faz com que ela seja menos deliciosa. O ideal é que para esse tipo de corte, ela seja assada por inteiro, tanto na grelha quanto no espeto.
Mas caso prefira assá-la em fatias, não escolha as mais finas, pois o fato de dispor de menos gordura, faz com que ela resseque com uma maior facilidade.

Dica 4 – Contra Filé

Extremamente macia e com um sabor bastante acentuado, essa carne deve ser assada em altas temperaturas com o intuito de evitar que o contra filé enrijeça. O mais indicado para esse tipo de corte é que ele seja servido ao ponto ou mal passado.

Durante o seu preparo, o ideal é que seja removido o nervo lateral, juntamente da fibra da carne, para que seja obtido um melhor resultado e sabor para o seu churrasco. O contra filé lembra o formato de um retângulo e pesa cerca de 1,5 a 5 kg.

Dica 5 – Fraldinha

Com uma fibra macia e um sabor suave, essa carne é uma excelente opção para quem está de regime e não quer deixar de comer uma saborosa carne. A fraldinha oferece uma baixa concentração de gordura, sendo uma carne de fibras longas e corte pequeno.

O mais indicado para essa carne é assá-la em grelhas, com cortes grossos para evitar o ressecamento.

Dica 6 – Maminha

Esse pedaço de carne dispõe de uma grande quantidade de gordura e um sabor suave, tendo o cuidado para não passar do ponto, e assim, preservar o seu sabor e a sua maciez. Ela pode ser preparada no espeto, na grelha ou fatiada em pedaços finos.

Dica 7 – Cupim

Esse corte é encontrado na parte por de trás do boi, ou seja, atrás do pescoço. É uma carne bastante consistente e com fibras, tendo um sabor bem característico, sendo servida juntamente de pratos e entradas, como saladas e risotos.

O cupim é uma carne muito popular em churrascos, na qual necessita de um maior tempo para ser assada e chegue no ponto ideal para ser consumida. Uma grande dica é a possibilidade de enrolá-la em papel celofane indicado para churrasco, ajudando a distribuir o calor emanado da churrasqueira de maneira uniforme, para assegurar que todo o interior da carne esteja bem cozido.